medicina e exercicio

Infecção Urinária em crianças

O que é a infecção urinária em crianças?

A infecção urinária em crianças se refere ao crescimento e multiplicação de bactérias em qualquer segmento do trato urinário. Isso pode incluir a infecção da da bexiga (cistite) ou dos rins (pielonefrite).

Ela acomete cerca de 12% das crianças até os 12 anos de idade. Entre os lactentes febris, 6% a 8% terão uma infecção urinária (1). Já entre as crianças com infecção urinária aguda, cerca de 30% virão a desenvolver um quadro de infecções urinárias recorrentes (2).

A gravidade é bastante variável. No entanto, crianças com alguma forma de imunodeficiência, crianças muito novas (especialmente no primeiro mês de vida) ou aquelas que apresentam algum outro problema no trato urinário tendem a apresentar um quadro mais grave.

A maior incidência ocorre em crianças entre 3 e 4 anos de idade, sendo mais comum em meninas.

Infecção urinária neonatal

A infecção urinária neonatal é aquela que se desenvolve no bebê de até 28 dias de vida. Ela é bastante preocupante porque o sistema imunológico ainda está bastante imaturo e porque a maior parte dos casos ela corresponde a uma forma grave de infecção urinária, chamada de Pielonefrite (3).

A Pielonefrite pode se curar com cicatrizes nos rins, o que pode levar ao comprometimento da função renal. Diferentemente das crianças mais velhas, a infecção urinária neonatal é mais comum em meninos e geralmente se desenvolve por bactérias que chegam aos rins a partir do sangue (contaminação hematogênica) ou em decorrência de uma malformação do trato urinário (4).

Como ocorre a infecção urinária?

A maior parte das infecções urinárias em crianças após o primeiro mês de vida acontece quando bactérias do aparelho digestivo penetram na uretra (canal por onde sai a urina) e conseguem alí se desenvolver ou subir até a bexiga.

As bactérias são levadas até a uretra com o papel higiênico ou algodão umedecido, ao fazer a limpeza depois do cocô. As meninas são mais susceptíveis à infecção urinária justamente em função da menor distância entre o ânus e a uretra.

Prevenção da infecção urinária

A melhor maneira de se prevenir a infecção urinária na criança, desta forma, é a correta realização da higiene íntima.

A limpeza deve ser feita sempre da frente para trás – levando os resíduos para longa da vagina.

No bebê, deve-se dar preferência para o uso de algodão e água. Ele deve ser passado uma única vez nas partes íntimas e depois descartado.

No banho, pode-se usar sabão neutro. Panos umedecidos com álcool ou perfumados devem ser evitados, já que causam irritação na pele e podem com isso aumentar o risco para novas infecções.

Nos bebês, um outro fator importante de proteção contra infecções urinárias é o aleitamento materno. Isso se deve à passagem de anticorpos da mãe para o bebê, os quais ajudam o mesmo a se defender de germes invasores.

Quais os sinais e sintomas da infecção urinária em crianças?

  • Os principais sinais e sintomas da infecção urinária em crianças incluem:
  • Dor ou sensação de queimação para urinar (disúria)
  • Necessidade de urinar com maior frequência (polaciúria)
  • Irritabilidade ao sentir vontade para urinar, principalmente em meninas mais novas
  • Urinar na cama, no caso de crianças que não costumam fazê-lo.
  • Urina com cheiro desagradável
  • Sangue na urina (hematúria)
  • Urina turva
  • Febre
  • vômito
  • Letargia
  • irritabilidade
  • Má aceitação alimentar

Diagnóstico da infecção urinária em crianças

A infecção urinária em crianças geralmente é diagnosticada a partir da combinação da história clínica e exame de urina.

Dependendo da história clínica e exame físico da criança, outros exames poderão ser solicitados, como a ultrassonografia ou mesmo a tomografia.

A uretrocistografia miccional é uma radiografia com contraste do trato urinário que pode ser solicitado na suspeita de refluxo vesicoureteral como causa de infecções urinárias de repetição.

Entre as principais indicações para a realização de exames de imagem em decorrência de infecções urinárias incluem-se:

  • Todas as crianças com infecção urinária antes dos 3 anos de idade.
  • Meninas maiores de 3 anos com cistite após o segundo episódio.
  • Todos os meninos com infecção urinária.
  • Infecções recorrentes
  • Pacientes com quadro clínico sugestivo de pielonefrite em qualquer idade, bacteremia ou septicemia.
  • Ausência de melhora após 48 a 72 horas do início do tratamento com antibióticos.

Tratamento das infecções urinárias em crianças

A maioria das infecções urinárias na criança melhoram dentro de 24 a 48 horas após o início do tratamento com antibióticos tomados por boca.

Em média, o tratamento tem duração aproximada entre 7 e 10 dias.

Medicamentos analgésicos podem ser considerados, para o alívio dos sintomas.

Por precaução, bebês com menos de três meses e crianças com sintomas mais graves geralmente são hospitalizados por alguns dias para receber antibióticos diretamente na veia (antibióticos intravenosos).

Pacientes com imunodeficiência, com infecção urinária de repetição ou com outros problemas no aparelho urinário podem necessitar de um tratamento diferenciado.

Infecção urinária de repetição

Aproximadamente 30% dos pacientes com um episódio agudo de infecção urinária virão a desenvolver um quadro de infecção urinária de repetição.

Os principais fatores de risco para isso estão relacionados a outros problemas no trato urinário, incluindo o refluxo vesicoureteral ou as malformações do trato urinário, especialmente as uropatias obstrutivas na infância.

As imunodeficiências também devem ser consideradas como um fator facilitador.

Apesar disso, grande parte das crianças com infecção urinária de repetição não apresentam outros problemas com o aparelho urinário nem qualquer outro fator de risco para as infecções urinárias de repetição.