medicina e exercicio

Atividade Física para Diabéticos

Benefícios da Atividade Física para Diabéticos

Toda a população deve ser recomendada a manter uma prática regular de atividades físicas. No caso da atividade física para diabéticos, isso é ainda mais importante.

O exercício aumenta a sensibilidade à insulina, o que ajuda o diabético mover o açúcar do sangue para dentro das células, onde será usado como fonte de energia. Isso ajuda a manter a glicemia sob controle.

Além disso, a atividade física ajuda o diabético a perder peso, o que é outra parte fundamental do tratamento da Diabetes tipo 2.

Por fim, o exercício físico ajuda no controle de diversos outros fatores de risco cardiovascular, incluindo o colesterol alto, a Doença Arterial Coronariana e a Hipertensão Arterial Sistêmica.

Isso é de suma importância, visto que o Infarto Agudo do Miocárdio e o Acidente Vascular Cerebral são duas das mais temidas complicações associadas ao Diabetes.

Avaliação Pré-Participação

Antes de iniciar a prática de exercício, o diabético deve ser recomendado a realizar uma avaliação médica pré-participação.

A avaliação cardiovascular é fundamental, considerando-se que a diabetes é um importante fator de risco para a Doença Arterial Coronariana e o Infarto Agudo do Miocárdio.

Além disso, ajustes no monitoramento da glicemia e nas doses e horários das medicações poderão ser indicados, a depender do nível de controle do Diabetes e da atividade praticada.

Prescrição de atividade física para diabéticos

O ideal é que diabético realize ao menos 30 minutos de exercício aeróbico na maioria dos dias da semana. Entretanto, para aqueles que estão sedentários há bastante tempo, é indicado que o início seja gradual.

Exercícios para fortalecimento muscular e exercícios de flexibilidade devem ser realizados em ao menos duas a três vezes por semana, em dias não consecutivos.

Ajustes da alimentação e insulina para o diabético tipo 1

As concentrações de glicose no sangue devem sempre ser verificadas antes do exercício realizado por indivíduos com diabetes tipo 1. O intervalo alvo para glicose no sangue antes do exercício deve ser idealmente entre 90 e 250 mg/dL (5,0 e 13,9 mmol/L).

A ingestão de carboidratos necessária varia de acordo com os regimes de insulina, tempo de exercício, tipo de atividade e muito mais

Ao introduzir uma nova atividade física na rotina, o paciente com Diabetes tipo 1 deve reduzir a dose de insulina ou ingerir uma quantidade extra de glicose antes do exercício.

Entretanto, as respostas da glicemia à atividade física são bastante variáveis e dependem do tipo, intensidade e duração do exercício.

Desta forma, qualquer mudança na rotina habitual de exercício deve ser feita de forma gradativa, em conjunto com um monitoramento próximo da glicemia. Isso permitirá que sejam feitos os ajustes necessários.

 

Glicemia pré exercício conduta
< 90 mg/dL Ingerir 15 a 30 g de carboidratos de ação rápida antes do início do exercício;

Algumas atividades de curta duração (<30 min) podem não exigir nenhuma ingestão adicional de carboidratos.

Para atividades prolongadas em intensidade moderada, consumir carboidratos adicionais, conforme necessário (0,5-1,0 g/kg de massa corporal por hora de exercício).

90 – 150 mg / dL Consumir carboidratos no início da maioria dos exercícios (0,5-1,0 g/kg de massa corporal por hora de exercício).
150 – 250 mg / dL Adiar o consumo de carboidratos até que os níveis de glicose no sangue sejam <150 mg/dL.
250 – 350 mg / dL Teste para cetonas. Não realizar nenhum exercício se houver quantidades moderadas a grandes de cetonas.

Iniciar exercícios de intensidade leve a moderada. O exercício intenso deve ser adiado até que os níveis de glicose estejam <250 mg/dL.

  • 350 mg/dL
Teste para cetonas. Não realizar nenhum exercício se houver quantidades moderadas a grandes de cetonas.

Considerar ajustes na dose de insulina

Iniciar com exercícios leves a moderados e evitar exercícios intensos até que os níveis de glicose diminuam.

Adaptado de

https://diabetesjournals.org/care/article/39/11/2065/37249/Physical-Activity-Exercise-and-Diabetes-A-Position