medicina e exercicio

Nódulo Pulmonar

O que é o nódulo pulmonar?

Nódulo pulmonar é um termo que se refere a uma massa sólida que se forma dentro dos pulmões.

Eles são muito comuns e podem ter diversas causas, como a cicatriz de uma infecção antiga, doença autoimune (sarcoidose, artrite reumatoide) ou tuberculose, entre outras causas.

Podem também ser decorrentes de câncer de pulmão. No entanto, isso acontece em menos de 5% dos casos (1).

Os nódulos são muitas vezes vistos em radiografias ou tomografia computadorizada de tórax. O exame pode ser feito para acompanhamento de rotina ou como parte da investigação de alguma queixa respiratória / pulmonar.

Qual a probabilidade de um nódulo pulmonar ser câncer?

Considerando-se apenas os exames de imagem, não é possível dizer quando um nódulo tem origem cancerígena.
No entanto, as seguintes condições aumentar a probabilidade de um nódulo ser cancerígeno:

  • O paciente é fumante ou ex-fumante;
  • Idade superior a 65 anos;
  • Histórico familiar de câncer.
  • Histórico prévio de radioterapia no tórax.
  • Pessoas expostas ao amianto ou radônio no trabalho ou ao tabagismo passivo.
  • Nódulos com mais de 8mm de diâmetro ou que crescem ao longo do acompanhamento.

Quais são os sintomas dos nódulos pulmonares?

Pequenos nódulos pulmonares raramente causam sintomas. No entanto, sintomas podem estar presentes quando eles comprimem as vias aéreas. Neste caso, os sintomas podem incluir:

  • Tosse que não se resolve;
  • Chiado, um som semelhante a um assobio ao respirar;
  • Cansaço e dificuldade para respirar.Outros sinais e sintomas podem também estar presentes a depender da causa do nódulo pulmonar.

Avaliação do nódulo pulmonar

A maior preocupação durante a avaliação de um nódulo pulmonar é com a possibilidade de câncer.
Assim, diferentes condutas podem ser adotadas a depender do tamanho do nódulo.

  • Nódulos pequenos (menores do que 6mm) não necessitam de acompanhamento. No caso de pacientes com outros fatores de risco para câncer, a tomografia pode ser repetida após 12 meses, para avaliar um possível crescimento do nódulo.
  • Nódulos medianos (6 a 8 mm) devem ser reavaliados após 6 a 12 meses. Eventualmente, uma nova reavaliação é feita após 18 a 24 meses.
  • Nódulos grande (acima de 8 mm) devem ser reavaliados com exame após 3 meses. Caso ele tenha crescido, é indicado então a realização de um PET/CT. Caso este exame seja sugestivo de câncer, é indicada a realização de uma biópsia.

Tratamento do nódulo de pulmão

Nódulos pulmonares pequenos e não cancerosos geralmente não exigem nenhum tratamento além do monitoramento. Caso estes nódulos cresçam o suficiente para causar sintomas ou se forem cancerígenos, pode ser necessário removê-los cirurgicamente.
A remoção cirúrgica do nódulo pode ser feita de diferentes maneiras, a depender do caso.
Entre elas, incluem-se:

  • Toracotomia aberta.
  • Videotoracoscopia (cirurgia por vídeo).
  • Cirurgia toracoscópica assistida por robótica.
  • Radioterapia corporal estereotáxica: procedimento que usa um feixe concentrado de radiação para destruir as células.
  • Ablação por radiofrequência.