medicina e exercicio

Cistos Renais

O que são os cistos renais?

Os cistos renais são pequenos sacos redondos preenchidos com conteúdo líquido.

A maior parte deles são inofensivos e apresentam risco muito baixo de evoluir para algo mais sério. Por este motivo, são também chamados de cistos renais simples.

Em uma minoria dos casos, o cisto pode gerar uma maior preocupação, incluindo o risco de câncer. Isso envolve principalmente aqueles com formato irregular e paredes espessadas.

A medida em que as pessoas envelhecem, o aparecimento de cistos no rim é algo normal – cerca de 50% das pessoas com 50 anos de idade ou mais têm pelo menos 1 cisto nos rins.

Quais são os sintomas de cistos renais simples?

Na maior parte das vezes, os cistos renais simples não causam sintomas. Estas pessoas geralmente nem mesmo ficam sabendo que possuem o cisto, até fazerem um exame por motivos que nada têm haver com o cisto.

Eventualmente, o cisto pode se romper, podendo provocar dor nas costas e o aparecimento de sangue na urina. Menos frequentemente, eles podem se infectar ou crescerem a ponto de empurrarem outros órgãos dentro do abdômen.

Quando presentes, os sintomas mais comuns dos cistos renais incluem:

  • Dor no flanco, do lado acometido pelo cisto.
  • Febre.
  • Polaciúria (necessidade ir ao banheiro com maior frequência).
  • Sangue na urina ou urina escura.

Em alguns poucos casos, quando o cisto cresce muito, ele pode comprometer o funcionamento do rim. Quando isso acontece, ele pode provocar hipertensão arterial e edema generalizado

Diagnóstico

Na maior parte das vezes, os cistos renais simples não causam sintomas, sendo diagnosticados quando exames são feitos por motivos não relacionados diretamente ao cisto.
Entre estes exames, incluem-se o ultrassom, tomografia computadorizada ou a ressonância magnética.

Qual a diferença entre cistos renais simples e rins policísticos?

O cisto renal simples é uma condição completamente diferente da Doença
Renal Policística.

O rim policístico é uma doença de origem genética (transmitida pelos pais) e que leva ao crescimento descontrolado de inúmeros cistos em ambos os rins. Esta é uma condição mais grave e que pode levar a insuficiência renal crônica, podendo inclusive necessitar de Hemodiálise ou Transplante renal.

Os cistos renais simples podem ser diferenciados dos rins policísticos por meio dos exames de imagem.

Tratamento do cisto renal

Na maioria dos casos, os cistos renais simples não precisam ser tratados. Ainda assim, é importante que ele seja avaliado pelo nefrologista ou pelo urologista, uma vez que certas características do cisto podem gerar preocupação quanto a um possível câncer e a necessidade de tratamento.

Entre estas características, incluem-se a maior espessura da parede, presença de calcificações, densidade aumentada do fluido e presença de bordas irregulares.

O tratamento também pode ser necessário quando o cisto se torna sintomático.

Entre as opções de tratamento, nestes casos, incluem-se:

Aspiração e escleroterapia
Uma agulha longa é inserida sob a pele, guiada por ultrassom. Esta agulha perfura o cisto e o seu conteúdo é aspirado.
A seguir, uma solução de álcool ou outros compostos químicos são injetados para provocar a esclerose das paredes do cisto.

Remoção cirúrgica
A cirurgia para remover um cisto geralmente pode ser feita por laparoscopia, usando instrumentos inseridos através de pequenos orifícios no abdômen. Durante a cirurgia, o médico primeiro drena o cisto e depois corta ou queima o a parede do cisto.