medicina e exercicio

Hipertensão Pulmonar

O que é Hipertensão Pulmonar?

A Hipertensão Pulmonar é uma condição na qual a pressão nos vasos sanguíneos que vão do coração aos pulmões é muito alta.

Ela é mais comum entre mulheres, negros não hispânicos e pessoas com 75 anos ou mais.

Qual a causa da Hipertensão Pulmonar?

A hipertensão pulmonar ocorre geralmente em decorrência de outras doenças pulmonares ou cardíacas, entre elas:

Quais as consequências da Hipertensão Pulmonar?

Hipoxemia

As paredes das artérias pulmonares do paciente com Hipertensão Pulmonar tornam-se espessas e rígidas. Com isso, ela perde a capacidade de se expandir e se retrair para acomodar ao fluxo de sangue a cada batimento cardíaco.

Tudo isso faz com que o sangue não flua tão bem quanto deveria, comprometendo a troca de gases no pulmão.

Insuficiência cardíaca

O fluxo sanguíneo reduzido torna mais difícil para o lado direito do coração bombear o sangue pelas artérias.

Aos poucos, a parede do ventrículo direito torna-se mais espeça e menos eficiente para bombear o sangue até os pulmões, o que caracteriza a Insuficiência Cardíaca.

Quais são os sinais e sintomas da Hipertensão Pulmonar?

A maior parte dos pacientes não apresenta qualquer sinal ou sintoma da Hipertensão Pulmonar, até uma fase avançada da doença.

Quando presentes, os sintomas incluem:

  • Cansaço e falta de ar;
  • Fraqueza e tontura;
  • Dor no peito (angina);
  • Palpitações cardíacas
  • Inchaço nas pernas, tornozelos, pés ou abdômen;

Estes sintomas geralmente pioram durante o exercício, o que pode limitar sua capacidade do paciente em participar de atividades físicas.

Diagnóstico e avaliação

A avaliação do paciente com suspeita de hipertensão pulmonar deve envolver exames para medir a pressão pulmonar, exames para avaliar possíveis causas e exames para identificar problemas que podem aparecer em decorrência da Hipertensão pulmonar.

Aferição da Pressão Arterial Pulmonar

O exame habitualmente usado para o diagnóstico  é o ecocardiograma. 

Ele permite estimar a pressão nas artérias pulmonares e avaliar o quão bem o ventrículo direito está bombeando o sangue.

A pressão da artéria pulmonar pode também ser medida diretamente através de um exame de cateterismo cardíaco.

A pressão arterial pulmonar é normalmente muito menor do que a pressão arterial sistêmica. No repouso, a pressão média na artéria pulmonar é normalmente de 8-20 mm Hg. 

O diagnóstico fica caracterizado quando a pressão media na artéria pulmonar for maior que 25 mmHg em repouso ou 30 mmHg durante a atividade física.

Identificação da causa da Hipertensão Pulmonar

O exame de sangue pode ajudar na identificação de algumas possíveis causas para a Hipertensão Pulmonar.

Ele deve incluir:

  • Painel metabólico completo (CMP): Examina a função hepática e renal;
  • Exames de sangue de autoanticorpos, como ANA, ESR e outros: Triagens para doenças vasculares do colágeno;
  • Hormônio estimulante da tireóide (TSH): Uma tela para problemas de tireóide;
  • HIV: Uma triagem para o vírus da imunodeficiência humana.

Outros exames que podem ajudar a identificar a causa da Hipertensão Pulmonar incluem:

  • Angiografia pulmonar: procura por bloqueios de coágulos sanguíneos nas artérias pulmonares.
  • Tomografia computadorizada de tórax: procura coágulos sanguíneos e outras condições pulmonares que possam estar contribuindo ou piorando a hipertensão pulmonar.

Exames para a avaliação de possíveis consequências da Hipertensão Pulmonar

  • Ecocardiograma Doppler: além de estimar a pressão pulmar, o exame mostra a função do ventrículo direito e mede o fluxo sanguíneo através das válvulas cardíacas;
  • Radiografia de tórax: pode mostrar um ventrículo direito aumentado e artérias pulmonares aumentadas.
  • Teste de caminhada de 6 minutos: Determina o nível de tolerância ao exercício e o nível de saturação de oxigênio no sangue durante o exercício.
  • Testes de função pulmonar: Avalia outras condições pulmonares, como doença pulmonar obstrutiva crônica e fibrose pulmonar idiopática, entre outras.
  • Polissonografia ou oximetria noturna: teste usado para a avaliação da apnéia do sono, a qual resulta em baixos níveis de oxigênio à noite.

Tratamento

A hipertensão pulmonar não pode ser curada. Entretanto, o tratamento conduzido pelo Médico Pneumologista pode reduzir os sintomas e retardar a evolução da doença.

O tratamento deve incluir:

  • Tratamento da causa da Hipertensão pulmonar;
  • Medidas comportamentais para controle da pressão e dos sintomas;
  • Tratamento medicamentoso;
  • Oxigenioterapia.

Tratamento da causa

Quando outro problema estiver causando a Hipertensão Pulmonar, a condição subjacente deve ser tratada primeiro.

Medida comportamentais

  • Parar de fumar;
  • Dieta saudável: coma uma variedade de frutas, vegetais e grãos integrais, além de carne magra, aves, peixes e leite com baixo teor de gordura/sem gordura. A alimentação também deve ser pobre em gordura, colesterol, sódio e açúcar;
  • Controle do peso: além de piorar os sintomas, o ganho rápido de peso pode ser um sinal de que sua hipertensão pulmonar está piorando;
  • Manter-se ativo;
  • Evitar banheira de hidromassagem ou sauna, ou mesmo banhos longos e muito quentes, já que isso pode diminuir a pressão arterial;
  • Evitar viagens para locais com altitude elevada.

Tratamento medicamentoso

Medicamentos para hipertensão pulmonar podem incluir: 

  • Anticoagulantes: ajudam na prevenção da trombose pulmonar;
  • Diuréticos: tratamento do inchaço de membros inferiores, que acontece em decorrência da Insuficiência cardíaca;
  • Digoxina: pode melhorar os sintomas, fortalecendo as contrações do músculo cardíaco e diminuindo a frequência cardíaca
  • Outros medicamentos podem ser indicados, a depender do caso.

Oxigenioterapia

A oxigenioterapia é um termo que engloba um conjunto de técnicas que têm, como objetivo final, aumentar a quantidade de oxigênio no sangue.

Ela é indicada quando o paciente não mais for capaz de obter todo o oxigênio de que necessita apenas por meio da respiração.

Ao receber oxigênio suplementar, estes pacientes aumentam o nível de energia e melhoram a qualidade do sono e a qualidade de vida.